Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Projeto a 2

Vida a 2, com patas e pezinhos de princesa pelo meio! Peripécias de uma família em crescimento...

Vida a 2, com patas e pezinhos de princesa pelo meio! Peripécias de uma família em crescimento...

Projeto a 2

10
Jan18

Pinacolada homemade

Eu, a J

post 4_pinacolada bimby.jpeg

 

Meio abacaxi desde o ano novo no frigorífico deu-me ideias para algo mais para o brunch do fim de semana passado.

 

A abstinência de álcool desde que soube que estou grávida fez-me achar que um sumo de ananás e coco passa bem por uma pinacolada, e que este tempo frio e de chuva se podia magicamente transformar numa praia paradisíaca! 

 

Aqui vai então a receita de um suminho delicioso!

Uso a bimby para muita coisa e isto não foi exceção!

post 5_pinacolada bimby.jpg

 

Ingredientes:

  • +/- 500gr abacaxi ou ananás
  • 400gr + 600gr água
  • 60gr açúcar
  • 60gr coco

 

 

Receita:

  • Colocar o abacaxi, o açúcar, o coco e 400gr de água na bimby e triturar 5seg, vel 7
  • Cozinhar 15min, vel 2, temp 100º
  • Triturar 2min, vel 10
  • Juntar a restante água e cozinhar 5min, vel 2, temp 100º
  • Triturar 1min, vel 10
  • Coar com um pano ou coador fino, arrefecer e beber!

 

Os restos de coco e ananás coados podem ser usados para fazer bolo mas sinceramente foram para o lixo (não tenho muito jeito para bolos...). Se alguém quiser a receita do bolo com os restos é só pedir!

 

Façam e comentem o que acharam! Nós cá em casa achámos uma delícia!

Ah e como é cozinhado, aguenta 5 dias nas garrafinhas individuais!

 

Boas pinacoladas para todos!

09
Jan18

A princesa ou dragão?

Eu, a J

post 4.jpg

Tenho uma princesa guerreira à luta com dragões a crescer dentro de mim!

Ou só 1 dragão e já nem há princesa!

 

Há 3 dias que ando cheia de azia...

 

A gravidez é linda e maravilhosa e tenho a sorte de só agora, às quase 19 semanas, é que ter alguma coisa chata para me queixar a sério!

Tenho tido umas dorezinhas, cansaço e muito sono no início, mas nada que me chateasse muito ou que impedisse o meu bem estar...

Estar em casa sem fazer esforços não me custa. Tirando quando me apetece mudar coisas de sítio para "arrumar" a casa, ou planear o quarto da L, ou ir a compras mais a sério e tenho que contratar o N para "burro de carga", ou quando fico entediada sem saber o que fazer...

 

Agora a azia... Peço desculpa a todas as grávidas que passam 9 meses a vomitar e com dores e coisas chatas pela minha "insensibilidade" mas a azia é horrível!!!

 

Acho que posso contar pelos dedos de uma mão as vezes que em 29 anos tive azia... não sabia mesmo o que era isto em contínuo...

 

Então para quem não conhece as maravilhas da maternidade, ou nunca teve azia, eu descrevo:

Levanto-me bem, visto-me, bebo água, passeio o S e tomo o pequeno-almoço...

Até aqui tudo ok! Uma manhã normal, calma e tranquila... o pior é se me baixo, ou deito, ou passa 1hora no máximo, e aí...

Aí a minha princesa L vira dragão (ou acorda o dragão que vive com ela) e há toda uma cuspidela de fogo pelo meu esófago a cima! Tudo a arder do meio do peito até à boca, mais intensamente na zona da garganta!

 

E quando passa? Pois ainda não percebi...

Já percebi que aparece/piora algum tempo depois de comer, ou quando me deito ou me baixo para apanhar qualquer coisa do chão...

Numa pesquisa rápida pelo maravilhoso mundo on-line dizem para não comer doces ou fritos, coisas gordurosas, ácidas ou picantes, bebidas com gás, café ou chá...

Não só isto não me pareça viável e me pareça mais uma dieta desenxabida do que a cura para a azia, também não me parece de todo eficaz visto que o meu pequeno almoço é torrada e iogurte e faz-me azia...

Noutra pesquisa on-line em jeito de busca de curas milagrosas e não "o que não fazer" descobri que se pode comer nozes e amêndoas (não resulta!), mastigar batata crua (acho que tenho que estar assim mais uns dias para tentar), beber leite (não resulta e só gosto de leite com café ou chocolate que fazem mais azia...), não me deitar a seguir a comer (nunca o faço), tomar anti-ácidos (mas quase nenhum é recomendado na gravidez, a maioria que se tomam não têm estudos feitos em grávidas...).

Assim sendo estou num impasse...

 

Até agora o que me tem feito sentir melhor é a dica de "comer pão/bolacha água e sal mastigando lentamente"... Enquanto como não tenho azia... mas depois volta ao mesmo...

 

Ou seja, tenho 3 opções:

  • Passo 24h a comer e viro uma baleia
  • Arranjo qualquer coisa que me resolva este problema
  • Tenho que me habituar a viver com isto...

 

O pior é que por enquanto, esta azia é "só" hormonal... e em breve vai haver 1 bebé maior a dar-me pontapés no estômago e a empurrar tudo ainda mais para a boca, e aí a coisa só vai piorar...

(Progesterona é muito boa para criar condições para a gestação no útero, para ajudar ao desenvolvimento da criança e glândula mamária, para evitar a lactação durante a gestação e para o relaxamento muscular... escusava era de me relaxar tanto o esfícter do esófago para deixar todo um mundo ácido subir-me à boca...)

Antes que isto piore quem me ajuda com dicas?

 

Pronto... aqui estão as minhas queixas de três dias...

Quais são as vossas?

Quem tem azia por favor conte-me as mezinhas todas porque acho que até batata crua vou comer se isto não passar!

07
Jan18

Brunch de domingo

Eu, a J

post 3_brunch de domingo.jpg

Domingo é aquele dia em que não apetece fazer nada...

Sábado deitamos-nos sempre mais tarde, bate aquela depressão pré-2ªfeira ou simplesmente a preguiça, acordasse tarde, não apetece fazer almoço nem tomar pequeno-almoço porque já estamos perto do meio-dia... e eis que surge o fantástico conceito do brunch!! Pequeno-almoço/almoço!! E eu, que passei a vida toda a fazer lanches ajantarados, rendo-me às evidências que os pequenos-almoços almoçarados são muito mais giros e não se perde um dia inteiro nisto, ficando com a tarde e noite livres para o que nos apetecer! (hoje confesso que foi pouco mais do que ficar no sofá)

 

Ontem combinei um brunch com o pessoal da casa da mana e a mãe. O N, que raramente toma o pequeno almoço, não é muito fã do conceito porque acha que na realidade só está a perder um almoço como deve ser e insistia "se estas a marcar um brunch para as 11h30/12h porque não combinamos antes 1 almoço?"... mas não teve sorte!

 

 

Há toda uma magia no brunch... a cena de acordar tarde e ter 1 banquete à nossa espera!

Poder comer/petiscar durante horas de conversa, sem pressas, sem ordem de doce/salgado! Onde o leite, o sumo, o chá, e os bolos, as panquecas, os ovos mexidos, o bacon, a fruta, o pão, o fiambre e o queijo se fundem e se vão baralhando e no fim, perto das 14h, ainda há uma sopinha passada para beber em copo para aconchegar quem ainda tiver espaço...

 

Confesso que me baralho um bocado e passo os primeiros minutos a pensar "por que ordem vou comer isto tudo para provar um bocadinho de cada!?". Depois esqueço isso e começo a comer compulsivamente o que me sabe melhor, se bem que o acompanhamento de bebidas quentes/sumos vai sendo alternado de uma forma um bocado mais anárquica que tudo o resto e sempre com a sensação de estar a cometer algum sacrilégio gastronómico...

 

Deixei quase tudo pronto de véspera, de manhã foi só colocar na mesa e fazer os ovos mexidos e o bacon e meter os pasteis de nata no forno.

Fiz crepes, sumo de ananás e coco (para aproveitar meio ananás que estava já muito maduro para comer) e o resto foi de compra.

 

Não dá trabalho ter uma mesa assim cheia para 7 pessoas (sim que as minhas duas sobrinhas são pequeninas mas comem como crescidos!)

E pronto, assim se passa um bom tempo em família! Uma manhã diferente que sabe tão bem!

 

E vocês? São fãs de brunches?

Partilhem os vossos prós e contras desta junção de refeições!

06
Jan18

A novidade da bebé L

Eu, a J

Neste primeiros post's vamos meter a conversa em dia,

Brevemente seremos mais atuais mas agora ainda estou na onda do "conta-me como foi"!

 

20171129_174146.jpg

 

A bebé L sempre esteve pensada, na realidade foi pensada mais a sério quando 1 mês depois de vivermos juntos, em reunião de projeto a 2, a pergunta romântica surgiu:

"E agora, vamos casar ou ter 1 bebé?"

...e decidimos que casaríamos primeiro!

 

Assim todos sabiam que queríamos ter um bebé e que isso iria acontecer logo depois do casamento (para aproveitar a lua de mel sem stresses de gravidez!).

 

Dois meses depois de começarmos a tentar engravidámos (sim o N anda a tentar acompanhar-me no tamanho da barriga!).

 

Não estava nada convencida que estava grávida, não sentia nada de diferente, não me podia regular por ter ou não menstruação porque sempre fui mega irregular... fui fazer o teste só porque sim... porque já tinha passado mais 4 dias do que da outra vez... o N tinha saído de noite e estava a dormir e lá fui eu às compras e fazer xixi para o pauzinho... já nem era o 1º xixi da manhã como manda a lei...

Bem, quando os 2 tracinhos apareceram imediatamente após colocar o xixi fiquei doida!! Não sabia o que fazer, como contar ao N que estava a dormir... estive cerca de 1 hora a planear como dar a boa nova, mais uns 10 minutos para o fazer acordar e abri 1 de 3 caixinhas que preparei com coisas de bebé lá dentro...

Ele demorou a perceber por que raio o estava a acordar 3 horas depois dele se ter deitado para abrir uma de 3 caixas mas quando finalmente percebeu que eu nao ia desistir lá se levantou e escolheu uma das caixas!

As caixas tinha: 1 chucha, 1 foto minha com o teste de gravidez, 1 papel a dizer "keep calm que vais ser pai"

Ele abriu a minha com o teste de gravidez e demorou a processar mas chegou lá! Tenho um vídeo muito cómico com isto que ele me prometeu não mostrar a ninguém!

 

Logo de seguida liguei à minha irmã para saber quando fazer eco para confirmar se estava tudo ok, à minha mãe para dizer que ia fazer o penta de netos e ao meu irmão. Ficaram todos muito felizes e a minha mãe contou-me que a minha prima também estava grávida (de mais 1 mês) mas não tinha dito nada ainda para não criar pressão... liguei-lhe logo a seguir e contámos à família toda num grupo que temos no whats app (muitos acharam que estávamos a brincar mas ficaram todos muito felizes!)

 

O N ligou ao irmão e contou aos pais quando foi jantar a casa delas... eu fui trabalhar ruída por não poder/querer dizer nada!

 

Só contámos ao resto do pessoal mais próximo depois da 1ª eco que se viu que estava tudo ok mas muito pequenino. Uma semana depois repetimos a eco e já vimos 1 coraçãozinho a bater e foi maravilhoso!!!

 

Entretanto, antes das 12 semanas, tive que contar no trabalho porque não podia ficar com doentes infetados e não podia fazer RX's e TAC's e essas coisas com eles... Foi toda a gente espetacular e sentia-me uma tonta dum lado para o outro a fazer muito pouco porque toda a gente me poupou ao máximo! Turnos de 12 horas e muito sono de 1º trimestre não é nada fixe garanto-vos!!!

 

A eco das 12 semanas é uma loucura! Vê-se 1 mini bebé de 6cm já quase todo formado!!!

A médica assim que encostou a sonda perguntou se queríamos menina ou menino e eu disse "tanto faz"... ela percebeu "rapaz" e disse logo, "queriam um rapaz mas olhem é uma menina..."

Fiquei mega feliz porque no fundo queria menina, o N é que queria um rapaz para jogar à bola mas entretanto já se habituou à ideia que vai ter uma menina do papá... até porque das primeiras coisas que disse foi "eu não sei lidar com meninas... como é que se ralha com uma menina!?" (Vai ser pouco mimada pelo paizinho vai....)

 

Às 14 semanas fui mostrar a eco à obstetra e ela disse que tinha o colo curto e não me queria cansada e a fazer esforços e que, por isso, me ia passar baixa de risco... para fazer caminhadas e pouco mais... 

 

E pronto... desde dia 4 de dez que estou sem trabalhar...

Os primeiros dias foram de compras de natal on-line e preparativos para as festas.

Depois tentei organizar a casa para a bebé L (tarefa impossível de terminar...)

Agora meteram-se as festas e estive mais ocupada... mas os dias passam-se a passear o S de manhã e à noite, compras para os cozinhados do dia (tenho a sorte de viver no prédio de um supermercado e poder fazer as compra ao dia sem me carregar de sacos), ver filmes e séries, ver coisas de bebés e gravidez, dar umas voltinhas com a mãe e a mana, combinar cafés esporadicamente quando o pessoal que trabalha pode, pinterest, facebook e instagram, andar pela net a inspirar-me para ganhar coragem e fazer um blog!

 

Até agora tem corrido bem mas preciso de ideias para ajudar a passar o tempo sem fazer esforços até fim de maio!!!

ps - sou um desastre em trabalhos manuais por isso escusam de ir por aí...

05
Jan18

Apresentações

Eu, a J

apresentações.jpg

Agora que já conhecem o projeto a 2 apresento-vos as personagens:

 

Eu, a J

Tenho 29 anos;

Sou enfermeira com tudo o que isso acarreta de turnos de 12 horas e vida louca...

Adoro doces, mas tento controlar os desejos e fazer uma alimentação equilibrada/saudável;

Sou desarrumada;

Adoro a minha mega família (este natal éramos 33 e 5 cães!) e não consigo viver sem eles (somos um bocadinho dependentes uns dos outros...);

Gosto muito de passear, viajo menos do que gostava...

Vivo no meu mundo meio zen e sou sempre muito tranquila, mas também me passo, principalmente com quem está mais próximo (o N é quem mais sofre com isto).

Sou tímida com estranhos mas "doida" com os amigos!

E é basicamente isto... o resto vão conhecendo aos poucos!

 

Ele, o N

Conhecemos-nos em miúdos, praí 12 anos, na catequese... na altura do grupo de jovens passámos a ser mais amigos e a estar mais tempo juntos... ao fim de uns 3 anos de amigos decidimos que podíamos ser mais que isso e até hoje tem corrido bem!

Tem 29 anos;

É responsável de manutenção de uma loja;

Adora futebol mas não é "doente do Benfica", é só "fã";

Adora dormir (acho que este sim é o desporto favorito dele);

Tem uma paixão por carros e mecânica inexplicável que o levam a ficar na oficina a ver o mecânico trabalhar sempre que algum dos carros precisa de alguma coisa...

Atura-me em todas as minhas neuras (melhor qualidade!);

Adora crianças!

Não se passa, e até gosta da minha "família de ciganos"!

Fala com toda a gente, conheça ou não (acho que se o desafiassem conseguia conversar com uma parede), e tem muita dificuldade em aceitar uma derrota numa discussão de argumentos!

 

O cão, o S

É um rafeiro, de porte pequeno, esticadinho, de pelo curto preto e orelhas espetadas.

Veio cá para casa porque eu nunca tive cão e queria ter, o N tinha uma cadela em casa dos pais e não fazia questão de ter um cão mas fez-me a vontade...

Deve ter 2 anos e meio...

Foi abandonado preso à porta de uma associação, mais ou menos com 7 meses...

Andámos a ver cães de raça, mas questões éticas, morais e monetárias de criação de cães fizeram-nos ir a um canil/associação... só ver...

Não queríamos um cão muito grande e lá não haviam muitas escolhas de cães pequemos mas o S fez com que nos apaixonássemos por ele!

Pretinho, pequenino, com a cauda sempre a abanar e as orelhas espetadas muito atento, saltou logo para cima de nós a dar-nos lambidelas e pronto... foi amor à primeira vista!

Só o fomos buscar 2 semanas depois (já com vacinas e chip e essas coisas) e por acaso, porque não ligamos nada a isso, foi a prenda de dia dos namorados cá de casa!

Nunca destruiu grande coisa, só faz cócó e xixi na rua sem nunca o termos ensinado a isso, deixa que lhe façam tudo (sofre 1 bocado com os meus 4 sobrinhos), é viciado em comida e cada passeio é uma oportunidade de ver se encontra comida no chão!

É um maricas que só quer festas e estar enroscado em nós e dar lambidelas!

 

Ela, a bebé L

Só vem depois do S por estar a fazer isto por ordem cronológica de idades e aparecimento na minha vida!

Tem 18 semanas e vive no meu útero;

É metade (ou mais) do meu pensamento nas 24h do dia!

Fez com que deixasse de trabalhar (gravidez de risco por colo do útero curto) e por isso tenho mais tempo para este projeto;

Espero que desperte em mim o que de melhor há!

 

Pronto agora já conhecem as personagens principais, por isso fiquem atentos à história!

04
Jan18

Tudo começou...

Eu, a J

post 1_tudo começou....jpg

 

Iniciar um blog não é tarefa fácil...

 

Desde sempre que gosto de escrever mas o diário deixou de fazer sentido há muito tempo...

Há muito tempo que também pensava em iniciar-me nesta coisa dos blogs mas sem tema definido e sempre no abstracto...

 

O que mudou?

Bem, tudo mudou... Mas principalmente a vontade de registar as peripécias que existem numa vida a dois planeada há muito tempo e iniciada mais à séria há 2 anos.

 

Vou então fazer-vos a time line da coisa:

  • O Projeto a 2 nasceu há 11 anos (dez 2006) quando começamos a namorar...
  • Depois disso, há 2 anos (nov 2015) viemos viver juntos.
  • Uns tempos depois (fev2016) decidimos adoptar 4 patas para encherem a casa de pêlo.
  • No verão passado (jun 2017) casámos.
  • No outono passado (out 2017) fizemos a família crescer, e em maio/junho de 2018 vamos passar a ser oficialmente 3 e1 cão!

 

Como podem ver estes últimos 2 anos têm sido uma animação de montar casa, treinar (ou tentar) cão, preparar casamento e lua de mel, engravidar, e agora...

Agora 2018 vai ser o ano de sermos pais de primeira vez, e de certeza que isso vai ser uma aventura que não vão querer perder!

 

Aqui no blog podem contar com a minha presença e comentários sobre os mais variados temas como:

Família; gravidez; saúde e beleza; cães; comida e receitas; passeios, férias e viagens e muito mais que venha a ser incluído neste projeto a 2, que partilho com todos vocês!

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor